close

Continuam encontros para debater mudanças na legislação da cadeia leiteira

Os encontros pretendem atualizar diferentes públicos ligados ao setor sobre as novas regras das Instruções Normativas (INs) 76 e 77, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A intenção ainda é manter o grau de excelência e qualidade do leite produzido em Goiás.

O 1º Workshop Goiás – Qualidade do Leite foi realizado nesta quinta-feira, 14 de março, no Teatro Sesi, em Goiânia (GO). O evento na capital goiana foi o primeiro, de um total de nove que serão promovidos em vários municípios goianos. Entre os temas técnicos discutidos estão produção, acondicionamento, coleta, conservação, entre outros. O objetivo também é mostrar os novos padrões de identidade e qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A, já que as normas entram em vigor em maio deste ano.

Na foto da esquerda para à direita, José Eduardo de Franca, superintendente federal do Ministério da Agricultura; Édson Novaes, Faeg/Ifag; Joaquim Guilherme Barbosa de Souza, presidente do Fundepec-Goiás; Alcides Augusto da Fonseca, presidente do Sindileite Goiás; Dirceu Borges, Senar/Ifag; Antônio Carlos de Souza Lima Neto, Secretário de Agricultura-Go e Alfredo Luiz Correia, diretor executivo do Sindileite-Go e Conselheiro do Fundepec.

Participaram do primeiro Workshop representantes da Federação da Agricultura e Pecuária (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás), Sindicato das Indústrias de Laticínios no Estado de Goiás (Sindileite), Superintendência Federal de Agricultura (SFA/Mapa), Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Agrodefesa, Fundepec, Emater Goiás, Universidade Federal de Goiás (UFG), OCB-GO, Centroleite, Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-GO), entre outros.

Próximos encontros

20 de março – Goiânia (Auditório da Escola de Veterinária e Zootecnia da UFG)

27 de março – Ceres (Câmara de Vereadores de Ceres)

03 de abril – Uruaçu (Câmara de Vereadores de Uruaçu)

10 de abril – Rio Verde (Instituto Federal Goiano)

17 de abril – Pires do Rio (Câmara de Vereadores de Pires do Rio)

24 de abril – Morrinhos (Auditório da Complem)

30 de abril – Iporá (Instituto Federal Goiano)

8 de maio – Cidade de Goiás (Auditório da UEG)

15 de maio – Goiânia (Auditório da Escola de Veterinária e Zootecnia da UFG)

Estes eventos são destinados a responsáveis técnicos, gerentes de qualidade e técnicos de campo ligados às indústrias de laticínios. As inscrições para todas as cidades, começam sete dias antes de qualquer um dos eventos. Os interessados devem procurar o site do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Goiás: www.crmvgo.org.br

Novas regras das INs 76 e 77

O Mapa fixou novas regras para a produção de leite no País, especificando os padrões de identidade e qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A. As mudanças foram publicadas na edição do dia 30 de novembro de 2018 no Diário Oficial da União, nas Instruções Normativas (INs) 76, e, na 77. As normas entram em vigor em maio deste ano, quando serão revogadas as instruções 51/2002, 22/2009, 62/2011, 07/2016 e 31/2018.

A IN 76 trata das características e da qualidade do produto na indústria. Na IN 77, são definidos critérios para obtenção de leite de qualidade e seguro ao consumidor e que englobam desde a organização da propriedade, suas instalações e equipamentos, até a formação e capacitação dos responsáveis pelas tarefas cotidianas, o controle sistemático de mastites, da brucelose e da tuberculose.

 

Informações: Comunicação Setorial da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)-Fernando Dantas

Comunicação Sistema Faeg/Senar

Adaptação: Imprensa Fundepec-Goiás